Nosso Testemunho

É com grande alegria que escrevemos nosso testemunho para que conheçam nossa história, mesmo que o texto pareça grande, pedimos que dedique um tempo para lê-lo, pois com certeza irá edificar bastante sua vida.

Nos conhecemos em 2001 na escola, namoramos por 2 anos, ficamos noivos por 1 ano e em março de 2005 casamos na Igreja Renascer em Cristo em São Caetano do Sul sendo celebrado pelo Bp. Newton Rueda, na época pastor, foi maravilhoso, lindo, momento único em nossa vida, mesmo com medo do que estava por vim, pois 2 meses antes do casamento o Jefferson tinha perdido o emprego e a Juliana 1 mês antes ficou desempregada, mas seguimos em frente com o casamento, pois sabíamos que Deus tinha algo novo em nossa vida.

Quando casados o Jé começou oficialmente nossa empresa, pois antes fazia somente trabalhos freelancer que complementavam o orçamento.

Em poucos meses após o casamento passamos por um grande susto, em consultas de rotina foi diagnosticado que a Jú tinha perdido os dois rins e que a função renal já estava bem prejudicado, e começamos a correr nos médicos para buscar mais informação e solução para essa situação.

Entramos em contato com amigos nossos, Bp. Sonia Hernandes e Bp. Tid Hernandes, e conversamos sobre essa situação, ambos oraram por nós e declaram um grande mover de Deus em nossa vida nesse tempo, após em conversa com o Bp. Tid na Fundação Renascer ele marcou uma consulta com seu médico (o bp. Tid é transplantado renal) o Dr. Estevam.

Fomos em seu consultório e conversamos com o Dr. Estevam e explicamos tudo, que a Jú estava fazendo hemodiálise a 4 meses e que os médicos do hospital atendido pelo convênio queria segurar a Jú em hemodiálise por no mínimo um ano, porém nessa conversa o doutor nos deu uma ótima noticia, não iriamos esperar esse tempo para o transplante, ele nos encaminhou para o Hospital das Clínicas e seriamos acompanhado por ele.

Começamos a fazer todos os exames solicitados pelo Dr. Estevam para preparação do transplante, esse doutor foi escolhido por Deus, pois quando fomos na consulta para verificar o que era necessário de exame ele disse para somente a irmã da Jú fazer o exame para doação do rim, pois ela seria a doadora.

Após uns 2 meses de exames, fomos na consulta para apresentar os resultados ao doutor e fomos encaminhado para marcar a data do transplante, uma outra surpresa, o transplante foi marcado para a próxima semana, tão rápido.

No dia agendado a Jú foi internada e após 2 dias sua irmã. Em 15/07/2006 foi realizado o transplante tão esperado, tudo correu muito bem, fora os primeiros dias que o rim passou por um momento de rejeição, mas foi resolvido com medicação.
A equipe que acompanhou todo o processo, fez o transplante e depois os procedimentos pós operatório foi demais, muito atencioso e prestativos, em especial do Dr. Oto, que chegou a chorar quando veio dar a noticia que meu rim estava com rejeição, mas graças a Deus tudo correu bem e tive alta para viver uma nova vida.

A partir do transplante, começamos a ouvir um sentença dos médicos que não aceitávamos em nenhum momento, que não poderíamos ter filho, isso nos deixava muito triste, mas em Cristo tínhamos motivação para continuar.

Começamos a jornada para controlar os medicamentos do transplante e buscando em Deus viver a nossa promessa de ser família.

Recebemos visitas de servos de Deus em nossa casa que nos direcionou a caminhar para viver a promessa, formos visitados pelo Bp. Newton Rueda, Bp. Rogério Meireles e Bp. Edmilson Costa e desses servos de Deus recebemos a promessa de que teríamos nosso filho. Começamos a buscar em Deus viver essa promessa liberada, sempre acompanhado com os médicos.

No final de 2011, em uma consulta com a Dr. Margarida recebemos a notícia tão esperada, fomos liberados pelo área médica para termos nosso filho, que alegria.

Em maio de 2012 foi dada a grande notícia, estávamos grávidos….rs.rs.. a Jú estava esperando a nossa promessa.

Começamos a fazer o acompanhamento no pré-natal no Hospital das Clínicas com uma junta médica especifica de alto risco, devido ao transplante e tudo foi correndo muito bem, sem nenhuma complicação.

Recebemos algumas notícias como por exemplo, que poderia nascer com síndrome de down devido o resultado de um exame, entre outras, mas permanecemos firmes em Jesus Cristo e buscando em Deus força para prosseguir.

Começamos a pensar em qual nome daria ao nosso bebê, se fosse menina chamaria Beatriz por significar “Aquela de traz riso”, mas ficamos sabendo que seria um menino, que felicidade, então escolhemos Isaac devido sua história e significado.

Isaac significa “Aquele que ri” e sua história na bíblia é tremenda, sua mãe Sara era estéril e seu pai Abraão já era avançado em idade com mais de 100 anos que humanamente seria impossível gerar filhos, mas eles receberam a visita de Deus com a promessa que seriam pais e seu filho seria o patriarca de todos os judeus. Estávamos nessa mesma situação humana, a Jú não poderia ter filho devido ao transplante, mas buscamos em Deus e recebemos a promessa Dele que iriamos ter nosso filho, quebrando assim toda a limitação humana, por esse motivo escolhemos o nome de nosso filho de Isaac.

Entregamos nosso filhos ao Senhor Jesus Cristo e vivemos pela fé.

Toda a gestação foi tranquila, mas no mês de novembro a Jú começou a ter pressão alta, sendo um risco para o bebê, começou a tomar medicamentos para controlar a pressão, porém não controlava e passou a fazer o rim sofrer por causa da pressão, e a função renal foi ficando mais complicado, chegando o nível de creatinina em 2.7, assim em 13/11/12 os médicos resolveram internar a Jú para tentar controlar a pressão e aguardar até 37 semanas de gestação, visto que estava em 32 semanas.

Enquanto a Ju estava realizando os primeiros exames do Isaac no início da internação e não encontrava algumas informações, ela ouvia uma música do Talles Roberto diretamente em seus ouvidos, vindo de Deus, essa música a fortaleceu muito demonstrando que o Senhor estava presente.

Devido a função renal continuar sendo prejudicada, resolveram fazer o parto o quanto antes, e iniciaram o preparo para interromper a gestação ao completar 33 semanas, no dia 16/11/12 as 9:51, nasceu o Isaac pesando 1.480kg, para nossa alegria sem nenhuma síndrome, indo contra todas as teorias médicas apresentadas na gestação, não precisou ser entubado, já foi respirando sozinho, abriu o berreiro e tudo mais. Ufa que alivio, agora é só ganhar peso para ter alta.

Enquanto isso continuávamos preocupados com a função renal da Jú, pois a creatinina já estava em 4.0, conforme orientação médica tínhamos que esperar a reação do rim, pois devido a cirurgia cesariana o rim estava preguiçoso. No dia 20/11 a Jú teve alta do hospital, pois sua função renal já estava voltando ao normal.

Conversando com a médica fomos informados que a Ju nasceu novamente, pois a pré-eclâmpsia que a Ju teve no final da gestação poderia levar a Ju em óbito ou iria ficar em coma por um período até a recuperação, sendo a função renal um agravante, mas Jesus sempre esteve presente e nada disso aconteceu, obrigado Jesus pela vitória.

Foram muito momentos difíceis que passamos, mas uma coisa temos certeza plena, com Jesus Cristo as coisas são muito mais fáceis, vivemos além das expectativas humanas, temos nossos sonhos realizados e vivemos alegrias que superam toda a lagrima.

Valeu pessoal, abraços.

Facebook Twitter Pinterest Plusone Linkedin Digg Delicious Reddit Stumbleupon Tumblr Posterous Email Snailmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado